um blog que discute o Rio e o Brasil


Seja bem vindo! Deixe um Comentário.


quinta-feira, 30 de junho de 2011

BC-COPOM: meta agora é conter salários!

Do blog do Zé Dirceu
O Relatório de Inflação de junho divulgado pelo Banco Central (BC) traz de volta, da pior maneira possível, a questão dos salários em geral e do setor de serviços. Para o BC e seu Comitê de Política Monetária (COPOM), agora são os salários que precisam ser contidos.

Para a dupla não basta aumentar juros e conter o crédito, além de adotar medidas prudenciais para os bancos. Agora é preciso que os salários cresçam menos que a inflação, particularmente no setor de serviços.

Ninguém na dupla BC-COPOM se lembra da lei da oferta e da procura - tão cantada em prosa e verso - segundo a qual a oferta no setor de serviços tende a crescer reacomodando a pressão da demanda que leva ao aumento dos preços e dos salários nesse segmento da economia.

Cenário externo, incerto e instável, já faz parte do nosso dia-a-dia

O cenário internacional, incerto e instável, com inflação acima da meta na maioria dos países já faz parte de nosso dia a dia e não deve ser razão para juros mais altos no Brasil. Estes, a cada vez que são aumentados, nos expõem ainda mais a choques de fora, já que sua elevação valoriza o real e coloca em risco nossas contas externas e nossa indústria.

A obsessão pela meta (de inflação) num cenário de crescimento interno e crise externa é um erro que pode nos custar caro já que novos aumentos dos juros podem derrubar o crescimento que tanto nos custou alcançar de forma estável e continuada da forma como conquistamos, apoiado não apenas na demanda mas nos investimentos, e com fundamentos sólidos e permanentes.

Metas inflacionárias rígidas e baixas são um perigo, porque elas eliminam a margem de manobra dos países para fazer política monetária em tempos de crise. E remeter-nos a esta, hoje, é quase um pleonasmo, já que desde 2008 estamos numa das mais graves da história.
http://www.zedirceu.com.br/index.php?option=com_content&task=view&&id=12505&Itemid=2

Nenhum comentário:

Postar um comentário