um blog que discute o Rio e o Brasil


Seja bem vindo! Deixe um Comentário.


domingo, 26 de junho de 2011

Graziano é o novo diretor geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, a FAO

Candidato brasileiro vence o adversário espanhol  por 92 votos a 88
Do Carta Maior
Brasil conquista seu primeiro posto de importancia entre as organizações internacionais. Graziano era o candidato dos países pobres que lutam contra o subdesenvolvimento e o domínio neocolonial na América Latina e África. Minutos antes da votação, a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, elogiou o candidato espanhol Miguel Anges Moratinos, porta-voz da Europa e dos interesses do Norte. A vitória brasileira reposiciona o papel da FAO na política internacional. O que se espera agora é que um organismo renovado passe a ecoar os interesses Sul-Sul,  sobretudo das nações latinoamericanas e africanas na luta pelo desenvolvimento, por segurança alimentar e  justiça social. A vitória do ex-ministro e amigo pessoal de Lula certamente influenciará inclusive a trajetória do líder brasileiro, que passa a ter na FAO uma âncora institucional para seus projetos de intensificação da cooperação Brasil-África e América Latina. Para o governo Dilma, que se empenhou decididamente na eleição de Graziano, deslocando ministros e o chanceler Patriota para vários pontos do planeta durante a campanha centralizada no Itamaraty, é um trunfo de competência internacional que reafirma o Brasil como líder de uma parte significativa dos países pobres e um interlocutor cada vez mais relevante na discussão da agenda mundial no século 21.

Um comentário:

  1. Excelente notícia!!!
    É o novo Brasil que Lula construiu ganhando cada vez mais força internacional.

    ResponderExcluir